terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz Ano Novo

A equipa de Portal de Sena  deseja a todos membros desse blog e visitantes um Feliz Ano Novo que, amizade e respeito continue neste novo ano.
Continuaremos de cabeça erguida para uma nova etapa 2014. Mas para tal a vossa presença ou visita contribuirá posetivamente para o blog crescer com mais trabalho e muita partilha de noticias de Marromeu e de  alguns distritos do norte de Sofala e Sul da Zambezia.

Feliz Ano Novo


Portal de Sena

sábado, 14 de dezembro de 2013

Acácia-rubra

A Delonix regia, também conhecida por flor-do-paraíso, pau-rosa, flamboyant e acácia-rubra, é uma árvore da família das leguminosas (Fabaceae). É nativa da ilha de Madagascar, no continente africano.Embora esteja ameaçada de extinção no estado selvagem, é muito utilizada pelo seu valor ornamental




quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Carta aberta aos membros de imprensa da massa pública

Venho através dessa usar de meu direito de liberdade de expressão, para  fazer-vos algumas perguntas a respeito das  vossas  atividades recentes no cenário  cobertura jornalistica nas eleições autárquicas de 20 de Novembro em Marromeu.

Apresento-me como um jovem moçambicano de classe baixa, que cresceu na era de popularização  de TV,  Internet sem esquecer o sinal de Rádio. Venho do meio de vosso público-alvo mais regular. Não tenho influência alguma na formação da opinião nacional, não tenho estudo jornalístico, e exatamente por isso não faço perguntas  à classe como um todo, mas apenas a alguns membros notadamente mais destacados que estiveram (Marromeu) em missão de repórter  para os  locais, nacionais assim como o mundo.

Partindo do princípio que o objetivo de todo jornalista ético e sensato é o de informar bem, com coerência, honestidade, dignidade e imparcialidade, preocupando-se sempre com o indispensável conhecimento da causa que leva a repórter. Senhores Jornalistas gostaria de vos fazer algumas perguntas:

Vocês foram sérios na cobertura das vossas  atividades recentes para o município de Marromeu?
Será que cumpriram com as partes mais importantes do juramento do vosso curso de jornalista?
Conseguiram reportar a tempo sem exitar, medo  e sem  receio numa avalanche de acontecimentos ocorridos nos dias 20, 21 talvez até 22?
Encapsularam numa bolha de tranquilidade e ignorância  qualquer acontecimento nas datas que referi acima?
Se, a resposta for “não” tudo bem, se for “sim” então: aceitam confessar? E quando é que sairão ao público para confessar?
Como jornalistas aparentemente tão engajados nas mazelas sociais que vocês são, acreditam que contribuíram positivamente com o vosso trabalho?
Como pessoas aparentemente tão engajadas nas mazelas sociais que vocês são acreditam que contribuíram negativamente com o vosso trabalho?
Continuando a trabalhar aficadamente dessa forma o nosso país vai crescer?
Conseguiram ter espaço de antena para passar informações que o povo merecia ter? Porque?

Aguardo a vossa resposta senhores Jornalistas

Sem mais
Melhores cumprimentos

Por: Fernando Raposo

sábado, 30 de novembro de 2013

Reaberto o aeródromo de Marromeu

O aeródromo de Marromeu esteve interditado a mais de três meses pelo Instituto Nacional de Aviação Civil (INAC) devido a falta de condições de segurança, na sequencia de ultimo acidente de viação ocorrido naquela pista no qual se envolveu um avião da coutada 11 que transportava alguns passageiros que, felizmente não causou danos vitais e nem materiais de grande vúlto. De referir que a pista fica entre dois bairros, e sempre tem gente atravessando tornando dificil impedir as pessoas atravessarem quando está para se aterrar.


Com a paralização, as transportadoras eram obrigadas a aterrar no aeródromo da coutada 11 que fica a 50km da vila de Marromeu. Sendo o aeródromo importante para Marromeu o Governo manifestou o interesse de reabrir enquanto se prepara uma nova pista que ficará no bairro de Balieira arredores da vila de Marromeu. 

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Na trilha de Marromeu, povo de olhos obertos mas sem voz no cenário politico…

Até hoje não se sabe quem foi realmente o vencedor das autárquicas de 2013 no município de Marromeu, isso deixa toda gente frustrada… eu nem queria escrever sobre esse assunto mas perdi a paciência. De referir que no dia 21 a MDM saiu a rua manifestando a vitória (imagem abaixo)mas, duas horas depois o povo viu resultados diferentes que dão vantagem a FRELIMO desde do dia 21 ate hoje nada se fala. É a primeira vez, desde que comecei a votar  que surge um silencio dessa natureza. A imagem foi  captads as 4horas do dia 21  
Digo que, hoje não precisa ir a escola para notar falhas do cenário político que se vive em Moz .


Maromeu Roubado? um titulo que jamais esquerecerei

Maromeu Roubado? um titulo que jamais esquerecerei


sábado, 28 de setembro de 2013

Socorro! Farmácia do Hospital de Marromeu sem medicamentos

Socorro, Socorro! A farmácia do Hospital de Marromeu está sem medicamentos e outros materiais consumíveis há mais de 3 semanas, apurei pessoalmente. Esta situação já demasiado recorrente volta a preocupar os moradores que procuram os serviços de saúde.

As reclamações e denúncias chegam dos próprios pacientes, que se mostram descontentes, preocupados e indignados com esta situação.
“A falta de medicamentos vem acontecendo sistematicamente e sem qualquer explicação de quem de direito, neste caso a delegacia de Saúde. Falta quase tudo, desde antibióticos a materiais consumíveis: ligaduras, adesivos, Oxigénio, seringas, comida para os doentes etc", reclamam os pacientes carenciados que foram aviar receitas na farmácia do hospital e saíram de lá de mãos a abanar aliás quando um paciente chega é logo avisado que “neste hospital não tem medicamentos aconselhamos recorrer a farmácia privada mais próxima”.
A casa mortuária que o hospital tem está sem sistema de frio, razão pela qual os corpos não podem permanecer por muito tempo. Os corpos são guardados por tempo limitado de forma que não entrem em decomposição. Neste momento o equipamento está avariado e nem se sabe se voltara a funcionar.

Socorro… A população está  a morrer

Fernando Raposo

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Passados mais de 30 anos: Luabo projecta retomar produção de açúcar

(2013-09-18) A Companhia de Sena pretende retomar a produção de açúcar no posto administrativo de Luabo, distrito de Chinde, na Zambézia, a partir de 2015 com a montagem de uma nova maquinaria totalmente com tecnologia de ponta.

Tal intenção acontece depois de mais de 30 anos de uma completa paralisação da actividade, sendo que a primeira indústria do género instalada na zona, encontra-se reduzida a escombros com a vandalização do respectivo equipamento durante a guerra dos 16 anos.

De acordo com o director-geral da Companhia de Sena, Alain Escat, o projecto da nova fábrica em Luabo está globalmente avaliado em cerca de 300 milhões de dólares norte-americanos cujo investimento contempla ainda a produção da cana-de-açúcar, instalação de energia eléctrica, sistema de abastecimento de água, irrigação, drenagem, abertura de estradas, entre outros.

Segundo o cronograma das actividades em alusão, vão ser inicialmente criados entre três mil e seis mil postos de trabalho, numa altura em que já está em curso, no terreno, a análise dos solos para o cultivo da cana-de-açúcar numa área de aproximadamente 15 mil hectares.

Tudo isto, no dizer da nossa fonte, acontece num período em que os campos de produção da Companhia de Sena, no distrito de Marromeu, em Sofala, registam fraco rendimento a partir do ano passado devido à seca.

Consequentemente, conforme apurámos junto daquele gestor, a fábrica de Marromeu, com capacidade instalada de produzir anualmente até 100 mil toneladas de açúcar, espera atingir este ano uma média de 50 mil toneladas contra 75 mil do ano passado numa área de aproximadamente 15 mil hectares plantados.

Empregando cerca de seis mil trabalhadores, a Açucareira de Marromeu, entretanto, está a intensificar novas tecnologias do cultivo da cana sacarina.

O governador de Sofala, Félix Paulo, que escalou recentemente aquela unidade de produção encorajou a direcção daquela firma no sentido de continuar a prestar maior atenção nas actividades de responsabilidade social e colocação de técnicos nacionais nas frentes de produção.

Horácio João, jornal Notícias

Marromeu: Assassinato de idosos atinge níveis alarmantes

O DISTRITO de Marromeu, em Sofala, vive momentos bastante críticos com a multiplicação da onda de assassinatos a idosos indiciados de prática de actos de feitiçaria.

Pelo menos 24 anciãos foram assassinados no ano passado e 25 ao longo do primeiro semestre deste ano.

O facto levou levou a que governador, Félix Paulo, redobrasse os seus apelos à comunidade local no sentido de se conter no que se refere à prática deste tipo de actos.

O assunto foi assim nota dominante no encontro orientado pelo governante com a comunidade daquela região do Vale do Zambeze, concretamente com líderes religiosos e população do bairro Samora Machel.

Félix Paulo chegou mesmo a ironizar: “É proibido ser idoso em Marromeu”, porque, no seu entender, o assassinato de idosos atingiu níveis preocupantes naquela região.

“Ouvimos dizer que Marromeu é líder em homicídios voluntários contra a pessoa idosa. Os líderes religiosos têm a missão de sensibiluzar a sociedade para a mudança de comportamento. Pedimos que liderem nas vossas igrejas os movimentos de sensibilização para travarmos este problema. Devemos educar os jovens a respeitarem os mais velhos, pois foram estes que ajudaram este grupo social a aprender a serem homens que hoje são”, apelou Félix Paulo.

De acordo com o administrador de Marromeu, Simões Zalembessa, a resolução do problema passa, necessariamente, pela sensibilização da comunidade para abandonar actos de bruxaria que, para ele, em nada ajudam na convivência comunitária que se julga salutar.

Para além de Marromeu, segundo o director da Mulher e da Acção Social em Sofala, José Diquissone Thole, os casos de assassinatos de pessoas da terceira idade afectam os distritos de Chibabava, Machanga e Búzi.

O comandante da PRM em Marromeu, Pedro Manteiga, disse que o elevado índice de homicídios voluntários na região se deve sobretudo a aspectos supersticiosos.

Com efeito, referiu que as autoridades policiais desenvolvem actividades multissectoriais envolvendo líderes da autoridade comunitária para amainar o actual cenário sombrio que grassa aquela região do Vale do Zambeze.

Durante o encontro a Polícia, em Marromeu, apresentou à Imprensa e a população um indiciado de nome J. Manuel, de 32 anos, que, deliberadamente, teria agredido seu próprio filho até à morte, cujo corpo atirou depois para o Rio Zambeze.

O visado mostrou-se arrependido pela prática deste crime punível no país com pena máxima.

Horácio João

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/sociedade/2924-de-idosos-em-marromeu-assassinato-atinge-niveis-alarmantes

INAC acaba de interditar aeródromo de Marromeu

O INSTITUTO Nacional de Aviação Civil (INAC) acaba de interditar, por tempo indeterminado, o tráfego aéreo à pista de aterragem da vila autárquica de Marromeu, em Sofala, por falta de condições de segurança.

Tudo começou no dia 26 de Junho passado, exactamente pelas 11.10 horas, quando uma avioneta da Coutada-11 que transportava três passageiros, pilotada por Nikola Krs Manovic, sul-africano de 23 anos e residente em Maputo, teve um acidente que resultou em danos materiais, eventualmente por erro técnico.

Contactado pelo nosso Jornal sobre o assunto, o administrador de Marromeu, Simões Zalembessa, revelou que, no seu entender, a interdição daquele aeródromo pelo Instituto Nacional de Aviação Civil é ilegal por não ser uma infra-estrutura da sua pertença. Por outro lado, o administrador fala da violação da lei dos governos locais por não ter sido notificado, antes, sobre o assunto. A fonte consubstanciou que a pista em alusão ainda tem condições de segurança.

Acrescentou que apenas tomou conhecimento da sua interdição quando uma avioneta da Companhia de Sena pretendia voar do Aeroporto Internacional da Beira a Marromeu. Para já, o administrador de Marromeu descreve que os prejuízos são enormes na medida em que a única pista utilizada neste momento se localiza na Coutada-11, que dista 50 km daquela vila autárquica, desmotivando assim o movimento de passageiros naquela região do Vale do Zambeze.

"Estamos a recorrer ao Governo provincial de Sofala para nos ajudar no assunto em que nem o administrador foi comunicado, enquanto arrancámos com os preparativos da pista alternativa na zona de Custema, com aproximadamente 40 metros de largura e 400 de comprimento. O aeródromo de Marromeu está em bom estado e queremos que o INAC repense na sua decisão, pois a pista não é deles"- desabafou Zalembessa.

Horácio João

http://www.jornalnoticias.co.mz/index.php/sociedade/2925-inac-acaba-de-interditar-aerodromo-de-marromeu

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Os novos praticantes de Hóquei em Patins



Enquanto a selecção nacional de Hóquei em Patins se prepara para o mundial de 2013 em Angola, em Marromeu, o desporto hóquei vai ganhando espaço principalmente no seio das crianças. O equipamento desportivo é 100% improvisado de paus no lugar de Stick e uma bola de borracha tudo a nossa maneira.

Nos últimos dias a modalidade de Hóquei Improvisado é praticado em todos bairros e becos de marromeu, as crianças parecem ter uma energia inesgotável para o jogo mas são confrontadas com a falta de meios. E, num tempo em que a permanência nas casas é longa, as crianças necessitam de exteriorizar a sua energia, funcionando o desporto hóquei improvisado como um factor de equilíbrio: um tempo para as actividades de casa e outro para as actividades físicas.

Na Próxima publicação saiba quais são as principais regras improvisadas para o jogo? Tem material desportivo exemplo: Caneleiras, Stick, bota, peitilho guarda-redes e luvas?



Fotos: Fernando Raposo

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

O COMBOIO DA BEIRA A MARROMEU-TENSÃO

Mahamad Hanif Mussa escreveu...aqu

TENSÃO

Sim, fiquei tenso.
A caminho das 7 da manhã o comboio já desliza saído da Beira com destino final a Marrromeu.
Vou fazendo umas fotos da janela e...
-"Senhor, não sabe que não pode?"
Viro-me, vejo que é um FIR e digo, sou jornalista. Ele pergunta se tou identificado. Identifico-me e pergunta: -"Mas está autorizado?" Ora bolas!!! E esta?

Ao conduzir-me ao comandante e porque percurso longo no interior e em andamento do comboio, sugeri-o que fosse na frente porque não conhecia o local. Resposta: -"O réu vai na frente!'
Pelo caminho, entre atravessar vários vagões ao encontro do comandante, a um grande nr de elementos da FIR vai-me "exibindo" e comunicando-os da sua "conquista".
Finalmente chegados ao comandante e já visto que vida negra me poderiam fazer, encontrei um comandante "idoso" e nem esperei que o "meu captor" apresenta-se a questão. Gentilmente cumprimentei-o, identifiquei-me e coloquei a questão. Acto continuo, predispos-me a mostrar as fotos avançando que iriam para o arquivo e não tinham um fim identificado.
Por graças de Deus mudou a sua cara inicial, sorriu um sorriso bonito, "libertou-me" e chamou atenção: "Sabe né?
A situação... convém ter a autorização..."

terça-feira, 27 de agosto de 2013

A viagem dos seus sonhos

 Esta viagem proporciona aos miúdos tantas experiências e memória que ate lhes custa a acreditar…

Por: Fernando Raposo

Autárquica 2013 conheça os candidatos a presidência do município de Marromeu


João Germano Agostinho, candidato de Marromeu partido MDM-Movimento Democrático de Moçambique, foi presidente do Município de Marromeu de 2003 a 2008 como candidato da Renamo.

Escrutinadas que foram as 21 mesas que funcionaram nas últimas eleições autárquicas, a “perdiz liderado pelo Joao Germano” cedeu o município de Marromeu, à governação da FRELIMO e do seu candidato Palmerim Rubino. Em entrevista ao @Verdade, o Palmeirim Rubino, afirmou que cumpriu o seu manifesto a um nível acima de 100%, uma vez que a edilidade realizou algumas actividades que não estavam previstas para o seu mandato preste a terminar.

A democracia é um sistema de escolhas e de liberdade. Isso implica responsabilidade. Assim, estas eleições vão ser, acima de tudo, um bom barómetro do estádio de maturidade dos munícipes de Marromeu.

Em Novembro vamos todos votar…
Imagem a esquerda João Germano e a direita Palmeirim Rubino

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Marromeu, urbanização e saneamento


A questão da urbanização ainda é um desafio para o município, uma vez que este ainda não dispõe de um plano de estrutura. O grande calcanhar de Aquiles é o desordenamento territorial que grassa por todas as zonas residenciais. A edilidade reconhece o problema, e o argumento que apresenta é ter herdado essa situação. Porém, neste momento, existe um programa com vista à requalificação dos bairros mais críticos como, por exemplo, 1° de Maio e Kenneth Kaunda.

O município de Marromeu ocupa uma área de 144km² e é constituído por sete bairros. De referir que os bairros periféricos são os exemplos mais bem acabados de lugares quase irrespiráveis, onde não foi respeitado nenhum plano de urbanização. Todos os dias, surgem habitações precárias de forma desorganizada. Quase todos se debatem com problemas de diversa ordem, desde o acesso limitado a água, passando pela precariedade das vias públicas até às construções desordenadas.

À entrada da vila, um problema comum salta à vista. Um pouco por todos os cantos da autarquia pode-se deparar um dos principais fenómenos que assola quase todos os municípios do país: o lixo nas ruas, facto que coloca a nu a ineficiência das autoridades municipais. No entanto, o Conselho Municipal da vila de Marromeu garante que criou um comité de limpeza, além de possuir meios para a remoção de resíduos sólidos a nível da autarquia na via pública.

A edilidade tem dois tractores e, neste momento, está a trabalhar com uma organização não- governamental para acabar com o problema do lixo a nível da autarquia. Além disso, está a negociar com a Companhia de Sena para a construção de uma lixeira comum de modo a beneficiar tanto aquela unidade industrial, assim como o município.

Escrito por Hélder Xavier   

Marromeu, “Literalmente” na lama

Marromeu procura consolidar-se como uma autarquia, não obstante ter sido elevada à categoria de município há mais de 15 anos. Porém, apesar de inúmeros problemas relacionados com o desemprego, vias públicas lamacentas e bairros desordenados, ela tem uma ambição: quer tornar-se uma cidade. As chuvas que, esporadicamente, caem naquela circunscrição colocam a olho nu a ineficiência das autoridades municipais de uma vila cuja economia depende praticamente da cultura de cana-de-açúcar.

Localizada na margem sul do rio Zambeze, concretamente na província central de Sofala, a vila municipal de Marromeu é pacata, apresentando problemas de diversa natureza que lhe conferem, por assim dizer, características de um velarejo abandonado à sua própria sorte. Mas, por alguma razão, é um município. O desemprego e a falta de unidades sanitárias são algumas das maiores questões enfrentadas pelos munícipes.

O desemprego continua a ser a principal dor de cabeça, colocando, sobretudo, os jovens numa situação dramática. Na verdade, em Marromeu, não há oportunidades de emprego. A solução tem sido o auto-emprego ou esperar-se por uma vaga na Companhia de Sena que já emprega pouco mais de sete mil pessoas.

A economia do município é impulsionada pela cultura de cana-de-açúcar, e também pelo comércio informal, onde diversas actividades comerciais sobressaem aos olhos dos transeuntes de forma tímida. Apesar disso, segundo a edilidade, a contribuição fiscal dos munícipes é insuficiente para custear as despesas da autarquia.

Marromeu tem uma população estimada em cerca de 40 mil habitantes maioritariamente camponeses. Diga-se, em abono da verdade, sem menosprezar o acesso a água e a cuidados básicos de saúde, a precariedade das vias de acesso é a principal inquietação dos habitantes daquela circunscrição. Recentemente, as autoridades municipais avançaram com a pavimentação de um troço de dois quilómetros e 100 metros a nível da autarquia. No entanto, quando chove, as estradas tornam-se praticamente intransitáveis, ou seja, o pavé dá lugar à lama. Na verdade, Marromeu vive num dilema: na época chuvosa, as vias ficam lamacentas e quando faz muito sol são invadidas por poeiras.

Mas a falta de asfaltagem da estrada que liga Marromeu a outros pontos do país, num percurso de pouco mais de 300 quilómetros, pode-se dizer que é a principal razão do retardamento do progresso da autarquia em particular, e do distrito em geral.

Escrito por Hélder Xavier



sábado, 27 de julho de 2013

Em Marromeu, uma avioneta despistou na tentativa de aterrar

Ontem, uma avioneta despistou, na tentativa de aterrar ultrapassando o limite da pista onde embateu no dique que impede a passagem de água do rio Zambeze. O acidente não provocou morte, ferimentos e nem incêndio.


Violencia policial em Marromeu

Em Marromeu reina um clima de medo e intranquilidade com a presença de um grupo de policias da Republica de Moçambique atuando os cidadãos de forma arbitraria exigindo cartão de eleitor ou BI para quem está a circular na zona municipal. Muitos munícipes foram espancados repito espancados e violentados na tarde/noite do dia 24 e 25 alegadamente por não trazer consigo cartão de eleitor ou BI e o mesmo caso vive-se ainda hoje. Por aqui a população não tem hábito de andar com documento e que mereciam um aviso seja via rádio, televisão ou qualquer outro tipo de meio antes de atacarem os inocentes.

Entendo, segurança pública como apenas a presença do policial nas ruas. O resultado todos sabem: agressões contra pobres, inocentes crianças e adolescentes, etc, etc.

Em nome da população: reivindicamos uma Segurança Pú­blica preventiva e um policiamento comunitário, que vise realmente defen­der e proteger o cidadão, e não ame­dronta-lo e bani-lo das ruas pelo medo e repressão policial.

Não pretendo em nenhum momento desmerecer a importância do trabalho da polícia mas abusar a autoridade para extorquir, torturar, chantagear, humilhar e criar intranquilidade, acredito que a população de Marromeu não merece isso.


Fernando Raposo

segunda-feira, 15 de julho de 2013

Fábrica de açúcar de Luabo é uma história





A arte dos pescadores do rio Zambeze


A arte dos pescadores do rio Zambeze em especial Marromeu resulta de sua criatividade, de seu sentimento de liberdade e resistência, pois a pesca artesanal sempre se caracterizou, para seus profissionais, como uma não subordinação à sociedade de consumo, que faz com que seu trabalho e seu modo de vida (para eles livres) permitisse o surgimento de uma arte (a arte da pesca) repleta de códigos próprios.


Esse sentimento ganha consistência nas características da atividade pesqueira, que é exercida em um ambiente livre e fora da terra muita das vezes no período noturno. Nesse espaço aquático, o pescador toma decisões independentes de quaisquer pressões externas definidas a priori, pois a peculiaridade do seu principal meio de produção (o rio) coloca constantes imprevisibilidades e riscos (inclusive de perder a vida).

Por Fernando Raposo

sábado, 6 de julho de 2013

Cidadao de nome Uarivano reporta no seu facebook

Viajando tranquilamento de comboio pra Marromeu. A unica coisa k incomoda e preocupa aki dentro do comboio, sao militares carregando armas bem grandes k vao dum lado pra o outro minuto após minuto. Isso dà impressao de k nao tamos em PAZ!...

Adenda: Comboio de passageiros partiu da Beira a Marromeu 6h.

Parabéns Acácio Miranda e Graça Tembo pelo vosso casamento

Estamos felizs, por conhecer de pertoo amor que une vocês.
Sabemos que essa união já nasceuabençoada, sempre teve tudo para ser perfeita, e não temosdúvidas que muitos anos virão pela frente, porque afinal, nos corações de vocês, existem muito amor, existem sonhos, existe vida a dois.

Vida que se repete a cada abraço, amor que se renova a cada
beijo, sonhos que se conquistam com muito carinho, e issosabemos que vocês tem de sobra.

Estamos felizes porque vocês se uniram, vão viver uma linda
história, irão provar ao mundo que nasceram um para o outro.
Parabéns Acácio Miranda e Graça Tembo pelo casamento, sejam felizes, e continuem acreditando nesse amor, nessa união, nesse
respeito que sempre tiveram um pelo outro.

Daqui continuaremos torcendo para que
Deus possa abençoá-los cada dia mais.
Que

vosso casamento seja um exemplo de amor a todos que
assistem a vossa alegria.

Sejam muito felizes.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

LINHA DE SENA - Comboio de passageiros movimenta-se escoltado

O TRANSPORTE de passageiros ao longo da linha de Sena, através do comboio semanal ascendente e descendente entre as estações ferroviárias da Beira e Marromeu e Beira e Moatize, passou a ser feita a partir deste sábado, com uma escolta das forças da Defesa e Segurança.

Maputo, Quinta-Feira, 4 de Julho de 2013:: Notícias

A medida visa garantir a ordem e tranquilidade públicas contra eventuais oportunistas da actual situação política que se vive particularmente na província de Sofala.

O facto surge como acção preventiva no derramamento de mais sangue em resposta ao pedido feito neste sentido pelo governador de Tete, Ratxide Gogo, que tinha sugerido aos CFM - Centro a paralisação do comboio de passageiros entre a cidade portuária da Beira e a vila carbonífera de Moatize, num raio de 575km, em face dos últimos acontecimentos que provocaram luto, mutilações e destruição de viaturas.

Numa primeira fase, a circulação do comboio de passageiros entre Beira e Moatize alterou-se do período nocturno para diurno, enquanto as locomotivas envolvidas no escoamento de mercadorias diversas foram instadas a abrandar as marchas, tendo reduzido o tráfego.

Consequentemente, a companhia australiana Rio Tinto interrompeu unilateralmente o escoamento do carvão mineral de Moatize a Beira, enquanto a brasileira Vale decidiu reduzir o tráfego ferroviário ao longo da linha de Sena, o que pode afectar o cumprimento das metas globais de exportação deste minério previstas este ano, na ordem de seis milhões de toneladas.

Tudo isto acontece depois de a Renamo ter anunciado, em Maputo, no dia 19 de Junho passado que dia seguinte iria bloquear o troço Muxúnguè- rio Save e paralisar comboios na linha de Sena, supostamente por ocorrer reforço militar para assassinar o dirigente deste partido que se encontra nas matas de Gorongosa desde o dia 15 de Outubro do ano passado.

Estas ameaças foram efectivamente concretizadas naquele perímetro da Estrada Nacional Número Um, nos dias 21 e 24 do mesmo mês, com ataques de viaturas que resultaram na morte de dois civis, quatro feridos e destruição de três veículos automóveis.

A circulação de pessoas e bens no troço rio Save - Muxúnguè, na província de Sofala, continua a ser feita, também, com auxílio de uma escolta militar, que garante a segurança necessária aos transeuntes.

• Horácio João

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Transporte de passageiros suspenso em comboios do centro de Moçambique devido à insegurança

A empresa Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) anunciou hoje a suspensão da circulação de comboios de passageiros na província de Tete, centro de Moçambique, devido à insegurança que se vive na região.

Três pessoas morreram e seis ficaram feridas, na sequência de ataques perpetrados na última sexta-feira por alegados homens armados da Resistência Nacional Moçambicana (Renamo), o principal partido da oposição.

Os ataques seguiram-se à declaração do partido de que iria impedir a circulação rodoviária e ferroviária no centro do país para travar um alegado reforço do exército e da polícia na antiga base central do movimento, onde vive atualmente o presidente desta força política, Afonso Dhlakama.

Em declarações à Lusa em Maputo, o representante dos CFM na província de Tete, Nelson Semente, disse que a empresa parou o transporte de passageiros devido à insegurança na região.
"Apesar de não ter havido ainda nenhum ataque aos comboios, esta medida visa evitar que aconteçam casos similares aos das viaturas atacadas e perda de vidas humanas", frisou o representante dos CFM.

A circulação rodoviária na estrada que liga as três regiões do país é feita com escolta de equipas mistas da polícia e do exército no centro de Moçambique, devido à instabilidade que se verifica na zona.

DEYM // VM
LUSA – 24.06.2013

Foto: Fernando Raposo

segunda-feira, 24 de junho de 2013

PETIÇÃO A FAVOR DA PAZ (Não contra quem quer que seja)

É esta petição dirigida aos Presidentes da República de Moçambique Armando Emílio Guebuza e do Partido RENAMO, Afonso Dlakhama para que de imediato e sem pré-condições se encontrem, discutam o que têm a discutir e, de uma vez por todas, sem vencidos ou vencedores, seja o POVO MOÇAMBICANO a ganhar. A ganhar uma PAZ definitiva que o AGP parece ainda não ter trazido.

Sendo já milhares os que em Moçambique têm internet, vamos passar esta petição para que todos a assinemos, independentemente do partido a que pertençamos, e assim sejam os seus corações tocados a bem de Moçambique e dos moçambicanos.

Será este o pequeno contributo do MOÇAMBIQUE PARA TODOS a FAVOR DA PAZ.

Que assim seja entendido!

Fernando Gil

MACUA DE MOÇAMBIQUE

Assine em http://www.peticao24.com/peticao_a_favor_da_paz#form

Divulgue a todos os seus contactos e amigos

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Tambores (ngoma) de percussão em Marromeu


O material e geralmente usada a Madeira, onde o corpo de rossonancia é cavado em diferentes formas num tronco de madeira fechado ou aberto do lado do chão ou do lado da boca, a qual é coberta com uma pele de animal (ainda em estado húmida) esticada e a volta do corpo de madeira. Exemplo nas imagens é um tipo de tambor uni-membranofonica, isso significa que o tambor é aberto num extremo. Nesses tambores a pele é pregada com pregos de madeira (pinos), espinhos ou cavilhas abotoado sobre cavilhas.
A posição do tambor é presa entre duas pernas mas também pode estar posto no chão, encostado num tronco etc. dependendo do tamanho.


Com o tempo a pele esticada perde a sua tensão inicial, baixando portanto o som. Com isso, os tambores são afinados antes de serem utilizadas ou mesmo são afinados nos intervalos da execução durante o uso. Se não houver meios de retesar esticando as correias de tensão etc. então aquecem-na de vez enquanto numa fogueira como podem ver na imagem abaixo bastando ampliar. Em Marromeu a fogueira nunca falta no grupo dos tocadores por ser a forma mais fácil e rápida de afinar o tambor.

Voltamos com mais instrumentos musicais de Marromeu


Obrigado umbHalane pelo envio do livro INSTRUMENTOS MUSICAIS DE MOÇAMBIQUE-Morgat Dias

Fotos: Fernando Raposo

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Universidade Católica de Mocambique (UCM) pretende abrir um centro de Ensino a distância em Marromeu

A partir de 2014 Marromeu vai contar com um centro de ensino a distância da universidade Católica de Moçambique como resultado de um desejo conjunto da Igreja Católica, dos Governos provinciais e de diversos quadros influentes das comunidades locais de verem mitigada a escassez de instituição do ensino superior em Marromeu.

Acreditamos que o ensino a distância é, portanto, uma importante modalidade de ensino e de disseminação do conhecimento, com o ensino pode se transformar uma ferramenta imprescindível em relação a acessibilidade à educação em Marromeu, sobretudo na zona norte de Sofala e alguns distritos vizinhos da província da Zambezia e por meio das suas metodologias formar com qualidade quadros profissionais que com o seu saber vão dar um grande contributo para o desenvolvimento do país.

Na perspectiva de muinta anciedade comum, que venha a UCM para fazer deste belo sonho uma realidade, desejamos calorosamente as boas-vindas.

Por: Fernando Raposo

terça-feira, 21 de maio de 2013

Vodacom leva tecnologia 3G a Marromeu

A Vodacom-uma empresa de telefonia móvel desponibilizou a tecnologia 3G para os seus clientes de Marromeu. O sinal foi exaustivamente testado e liberado para o público na última semana.

Algumas caracteristicas da Tecnologia 3G:
O padrão 3G é a terceira geração de padrões e tecnologias de telefonia móvel, substituindo o 2G. É baseado na família de normas da União Internacional de Telecomunicações (UIT),1 no âmbito do Programa Internacional de Telecomunicações Móveis (IMT-2000)

As tecnologias 3G permitem às operadoras da rede oferecerem a seus usuários uma ampla gama dos mais avançados serviços, já que possuem uma capacidade de rede maior por causa de uma melhora na eficiência espectral. Entre os serviços, há a telefonia por voz e a transmissão de dados a longas distâncias, tudo em um ambiente móvel. Normalmente, são fornecidos serviços com taxas de 5 a 10 megabits por segundo.

Ao contrário das redes definidas pelo padrão IEEE 802.11, as redes 3G permitem telefonia móvel de longo alcance e evoluíram para incorporar redes de acesso à Internet em alta velocidade e Vídeo-telefonia

Khanimambo Vodacom..., estamos a falar e a navegar com a tecnologia 3G VODACOM em Marromeu! Thanks

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Encontro dos Beirenses e seus amigos no dia 08 de Junho 2013

Caros amigos

Este ano o Encontro dos Beirenses e seus amigos será no próximo dia 8 de Junho de 2013.

Foram imensos os pedidos para que fizesse novamente este ano o fantástico encontro que junta amigos e conhecidos que têm algo em comum que se chama Beira - Moçambique.

O ano passado, além do pessoal da Beira, tivemos representantes do pessoal de Vila-Pery, Gorongosa, Zambézia, Inhambane e Lourenço Marques, Xai-Xai e Cabo Delgado. Deu-me uma grande alegria partilhar esta festa com todos eles (amigos do pessoal da Beira).

Foram imensos os telefonemas e os mails a lançar o desafio para uma nova festança e, claro, não resisti ao apelo.

Sendo assim....Vamos a isso!!!

O Encontro vai ser no dia 8 de Junho (sábado), no mesmo local do anterior, o Hotel Mar e Sol em São Pedro de Muel, pois em "equipa" vencedora, não se mexe.

E como este ano o convívio acontece às portas do Verão, espera-nos um dia excelente, junto dos amigos.

Para quem tem facebook, pode procurar pelo evento que está disponível neste link ( https://www.facebook.com/events/243604365779505/ ) com toda a informação e aderir. Neste endereço, podem ver as fotos da Grande Festa que foi o ano passado.

Kanimambo
Paulo Batista
Qualquer resposta ou questão deverá ser enviada para o email: psbatista72@gmail.com

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Com pesadas dificuldades para o seu progresso, Marromeu amanhã 18 de Abril celebra mais um ano da sua elevação a categoria da vila

Cada novo amanhã é sempre a esperança de uma existência melhor. A vila de Marromeu amanhã 18 de Abril celebra mais um ano da sua elevação a categoria da vila. Com naturalidade a vila cresceu mas a contemporaneidade dos tempos modernos não consegue imprimir boas regras para Marromeu tornar uma vila moderna. A vila está cercada de pesadas dificuldades para o seu progresso.


Do baú de portal de Sena fluem amargas notícias que várias vezes publicamos. Aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

Exemplos:
O sinal da televisão pública TVM desapareceu a mais de 3 anos;
Acesso rodoviário crítico;
Passeios públicos, além de ter pisos péssimos, são estreitos e ocupados por todo tipo de obstáculos;
Praça dos continuadores onde crianças da escola vizinha Heróis Moçambicanos saboreavam seus lanches nos tempos livres está abandonada a mais de 3 anos;
Lixo nas artérias da vila;
Casa de cultura nunca funcionou, o edifício foi reconstruído a 3 anos atrás ou mais;
Etc, etc…

Mas, a vida sinaliza que há esperança ainda.

Voltamos brevemente com mais notícias dos 49 anos da vila de Marromeu

Foto: Fernando Raposo

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Rosa inesperada en horas rotas

Partilhamos o texto romântico do nosso amigo José Ramón Santana Vázquez

Rosa inesperada en horas rotas


…He aprendido

a huir de ti

como quien huye

al hacerlo de si mismo.

Has hecho que echen

pasos a mi sombra

y ahora ella debe

ir más aprisa

por alcanzarte.

Justo hasta la maceta

donde me regalas

tu tiempo y el mío

en clave de clavel.

Refunfuños que arañan

orla del cristal

al verse atrapado,

entre las cuerdas tal

ademán liando espías.

Un mensaje traje

quédate y si me ves

date tu la vuelta

quien te lo dice

quien ya vio

ve que vas vela

de ti… y de nadie más…



By José Ramón Santana Vázquez, aqui

Foto: Fernando Raposo

sábado, 6 de abril de 2013

REABERTURA DA PISCINA DE COMPANHIA DE SENA

 Venha passar um ambiente agradável na piscina de Companhia de Sena no Bairro 10 de Agosto

BOA MÚSICA, COMIDA,  BEBIDAS,  DOCES E  PULA-PULA PARA  CRIANÇAS

NAO FALTE. ESPERAMOS POR TI TODOS SABADOS E DOMINGOS